Close

November 10, 2016

Sessão de cineclube exibe o filme Brasil S/A na Oficina de Imagens

Na última terça-feira, dia 8 de novembro, Brasil S/A foi exibido em uma sessão aberta na sede da Oficina de Imagens. O filme de 2014, foi roteirizado e dirigido pelo cineasta Marcelo Pedroso, e se passa no Nordeste. Segundo o diretor, “o Brasil S/A propõe situações de uma espécie de hiper-realidade, uma alegoria que desse conta de potencializar o real a partir do imaginário que o condiciona.” O filme, ao colocar situações cotidianas em uma situação de absurdo, trata da relação entre a sociedade e o consumo de forma a nos fazer refletir sobre o papel do indivíduo enquanto parte de um sistema capitalista e excludente. “O Brasil S/A se volta para o momento atual, em que essa industrialização se irradia para áreas historicamente marginalizadas, tendo um impacto profundo no imaginário, nas paisagens e na vida cotidiana das pessoas dessas áreas.” Com uma estética grandiosa e exuberante, o filme pretende criticar a ideia de uma sociedade mecanizada mas, ao mesmo tempo, “trabalha uma ideia de torpor provocado pelo consumo, pelo trabalho, pela religião. Esse entorpecimento também se liga à experiência de Brasil no sentido de um país embriagado por si mesmo. O país que cresce e se transforma acaba também varrido por um ideal nacionalista muito forte. Acredito que essa embriaguez se relaciona com a forma como aderimos à vida em sua dimensão comunitária, reproduzindo os consensos que determinam nossa existência coletiva.” Como ação do projeto Cineclube Sabotage, a sessão foi uma ótima oportunidade de entrar em contato com a produção contemporânea brasileira e discutir as questões que envolvem o filme. Para conhecer um pouco mais do trabalho realizado por Marcelo Pedroso em Brasil S/A, leia a entrevista completa sobre o filme: http://bit.ly/2fv2OVL.  

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *